Seu corpo precisa mesmo mudar? Nutricionista Paola Altheia responde

Você já se perguntou por que 96% da população ocidental feminina está insatisfeita com o corpo que tem, segundo dados da StrategyOnen? Essa inquietação norteou a nutricionista comportamental Paola Altheia, que transformou sua pesquisa e conhecimento de anos em um livro, o Não Sou Exposição.

A obra, que está sendo vendida a partir de hoje pela editora Quintal Edições, reflete sobre imagem corporal, autoestima e saúde. Para isso, a especialista faz uma análise das mudanças do corpo feminino ao longo da história; reflete sobre a ‘indústria do emagrecimento’ e o culto à imagem; e traz as consequências dos padrões de beleza para a própria sociedade.

Continue lendo “Seu corpo precisa mesmo mudar? Nutricionista Paola Altheia responde”

Artigo: “Vamos parar com a gordofobia disfarçada de preocupação com a saúde”

Por Luana Galdino

Vivemos em um mundo em que o corpo magro é endeusado, é bonito, é saúde, e o corpo gordo é considerado aversivo, é feio, é doença. Um olhar reforçado pela indústria da beleza e da estética, que necessita criar padrões para que seus produtos sejam vendidos. Nos empurram diariamente um padrão de tamanho corporal em que não conseguimos nos encaixar, e assim cria-se uma necessidade constante de consumo, à custa da insatisfação corporal que isso gera, a fim de lucrar cada vez mais.

O que ouvimos atualmente com grande frequência, dos que se dizem preocupados com o corpo da pessoa gorda, é que ela precisa emagrecer “por uma questão de saúde”. Podemos observar principalmente nas redes sociais esses comentários, e outros muito mais bárbaros e desumanos nas publicações de muitas famosas, a exemplo da bailarina e digital influencer Thaís Carla. Em seu Instagram, ela dá um show de liberdade corporal, de como é possível fazer o que quiser, porque nosso corpo, independente do tamanho, é livre e capaz de muitas coisas. Ainda assim, as pessoas só veem o externo e destilam ódio ao corpo gordo. Muita gente ainda precisa se libertar dos padrões, praticar mais respeito e empatia e parar com a gordofobia disfarçada de preocupação com a saúde.

Continue lendo “Artigo: “Vamos parar com a gordofobia disfarçada de preocupação com a saúde””

‘Ninguém paga minhas contas’, diz Thaís Carla sobre comentários de ódio na web

Ela foi a primeira gorda a ganhar o Se Vira nos 30, do Domingão do Faustão, em 2009 – quando o movimento body positive (que prega o amor ao corpo, independente do formato), ainda nem pensava em chegar ao Brasil.

De férias na Bahia (terra de seu marido),  a dançarina, coreógrafa e professora de dança carioca Thaís Carla, 27 anos, não esconde a felicidade por estar em um dos melhores momentos da sua carreira. Além de fazer parte do balé da cantora Anitta há dois anos e dar aulas em seu estúdio de dança, ela é influenciadora digital e tem contratos com grandes marcas.

“Cheia de amor próprio e exalando bem-estar”, Thaís quebra padrões e inspira milhares de pessoas com discursos políticos no seu dia a dia e na web. Mostra ainda que o seu corpo “nunca a impediu de realizar sonhos”.

Continue lendo “‘Ninguém paga minhas contas’, diz Thaís Carla sobre comentários de ódio na web”

Por que emagrecer é sinônimo de vitória e engordar é visto como derrota?

Temos que parar de tratar o emagrecimento como sinônimo de vitória e o engordar como de derrota.

Mais cedo, me meti em mais uma discussão sobre isso. Destaco: não sou contra o emagrecimento. Acho que é uma escolha pessoal e intransferível de qualquer pessoa e respeito quem quer emagrecer. O que questiono e continuarei questionando é o porquê o “gordo” é sinônimo de algo ruim/doença enquanto magro é sinônimo de vencer/saudável. Todos os tipos de corpos podem ter pessoas doentes, assim como podem ter pessoas que esbanjam saúde.. Basta manter esses hábitos.
Como você sabe que o colesterol de um gordo é alto? O meu, por exemplo, é ótimo. Mas, mesmo se não fosse, é uma escolha minha. Tem muita gente propagando um discurso preconceituoso disfarçado de falsa preocupação com a saúde alheia. Que tal substituir isso por amor, por acolhimento?

Continue lendo “Por que emagrecer é sinônimo de vitória e engordar é visto como derrota?”

Projeto fotográfico que mostra a beleza de mulheres gordas chega a Salvador

Muito provavelmente você está ou já esteve, alguma vez na vida, insatisfeito com o seu corpo. Não é que, do nada, você simplesmente deixasse de se amar. Mas, quando você é mulher, a pressão estética para alcançar um determinado padrão é grade. Esses efeitos da sociedade patriarcal e machista na qual vivemos são ainda mais cruéis com as pessoas gordas, que enfrentam diariamente o preconceito (gordofobia) e tentam se encaixar em um padrão de beleza inalcançável.

As coisas pioram quando você busca referências na televisão, nas revistas e nas indústrias de moda e cosméticos e encontra pouquíssimas ou nenhuma. E foi justamente essa busca por representatividade que fez a fotógrafa Milena Paulina, 24 anos, criar um projeto fotográfico que colocasse mulheres gordas em evidência. Após fazer cliques de mais de 100 pessoas, o ‘Eu, Gorda’ chega a capital baiana nesta sexta-feira (2).

Continue lendo “Projeto fotográfico que mostra a beleza de mulheres gordas chega a Salvador”

‘A aceitação leva a uma vida mais digna’, diz nutricionista

Autora do blog e canal do YouTube Não Sou Exposição, a nutricionista Paola Altheia desmistifica questões sobre a relação entre peso e saúde. Confira.

Muita gente associa gordura a doença. Por que?
Tem uma questão da maneira que se promove saúde – da questão higienista  da coisa  – e também tem uma grande indústria que promete felicidade e que está diretamente conectada com a magreza.

Continue lendo “‘A aceitação leva a uma vida mais digna’, diz nutricionista”