Projeto fotográfico que mostra a beleza de mulheres gordas chega a Salvador

Muito provavelmente você está ou já esteve, alguma vez na vida, insatisfeito com o seu corpo. Não é que, do nada, você simplesmente deixasse de se amar. Mas, quando você é mulher, a pressão estética para alcançar um determinado padrão é grade. Esses efeitos da sociedade patriarcal e machista na qual vivemos são ainda mais cruéis com as pessoas gordas, que enfrentam diariamente o preconceito (gordofobia) e tentam se encaixar em um padrão de beleza inalcançável.

As coisas pioram quando você busca referências na televisão, nas revistas e nas indústrias de moda e cosméticos e encontra pouquíssimas ou nenhuma. E foi justamente essa busca por representatividade que fez a fotógrafa Milena Paulina, 24 anos, criar um projeto fotográfico que colocasse mulheres gordas em evidência. Após fazer cliques de mais de 100 pessoas, o ‘Eu, Gorda’ chega a capital baiana nesta sexta-feira (2).

Continue lendo “Projeto fotográfico que mostra a beleza de mulheres gordas chega a Salvador”

‘A aceitação leva a uma vida mais digna’, diz nutricionista

Autora do blog e canal do YouTube Não Sou Exposição, a nutricionista Paola Altheia desmistifica questões sobre a relação entre peso e saúde. Confira.

Muita gente associa gordura a doença. Por que?
Tem uma questão da maneira que se promove saúde – da questão higienista  da coisa  – e também tem uma grande indústria que promete felicidade e que está diretamente conectada com a magreza.

Continue lendo “‘A aceitação leva a uma vida mais digna’, diz nutricionista”

‘Amar seu corpo é ir contra tudo o que te ensinaram’, diz Alexandra Gurgel

Criadora do canal Alexandrismos no YouTube, hoje com 350 mil inscritos e 16 milhões de visualizações, a jornalista Alexandra Gurgel, 29 anos, lança seu primeiro livro, Pare de se Odiar: Porque Amar o Próprio Corpo é um Ato Revolucionário, na próxima segunda-feira (24). Essa é primeira obra brasileira a abordar temas como body positive (movimento que prega o amor ao corpo, independentemente do formato) e gordofobia.

Em 154 páginas e cinco capítulos, a autora alerta sobre questões corporais, como pressão estética e preconceito, e questiona os padrões impostos pela sociedade, levando a reflexões sobre o corpo. Confira entrevista completa com a youtuber, jornalista e militante, que falou com o CORREIO sobre preconceito, bem-estar e sobre o processo de escrita do seu livro. Deu ainda dicas para quem quer trilhar o caminho do amor próprio.

Continue lendo “‘Amar seu corpo é ir contra tudo o que te ensinaram’, diz Alexandra Gurgel”

Alexandra Gurgel questiona padrões e defende a aceitação em seu primeiro livro

Muito provavelmente você está ou já esteve, alguma vez na vida, insatisfeito com o seu corpo. Se você é mulher, a pressão estética para alcançar um determinado padrão é maior: segundo pesquisa do Royal Society for Public Health, do Reino Unido, 90% das meninas de 14 a 24 anos se sentem infelizes com seus corpos e pensam em mudar a própria aparência, cogitando, inclusive, procedimentos cirúrgicos. Os efeitos da sociedade patriarcal e machista na qual vivemos são ainda mais cruéis com as pessoas gordas, que enfrentam diariamente o preconceito (gordofobia) e tentam se encaixar em um padrão de beleza inalcançável.

Até a atriz Bruna Marquezine – que serve de inspiração para muita gente como modelo de beleza – revelou na última semana que passou a vida sendo vítima de humilhação corporal (body shaming) e já sofreu com distúrbio de imagem e depressão. Essas são apenas algumas das consequências perigosas da não aceitação, que incluem também bullying, isolamento, insegurança, sedentarismo, compulsão alimentar, bulimia, baixa autoestima, síndrome do pânico, ansiedade generalizada, negligência médica, automutilação, tentativa de suicídio, entre outras.

Continue lendo “Alexandra Gurgel questiona padrões e defende a aceitação em seu primeiro livro”

Aila Menezes sofre novo ataque gordofóbico: ‘olho para dar risada’

A cantora baiana Aila Menezes, que ganhou projeção ao participar do programa The Voice Brasil, já algum tempo tem servido de inspiração para milhares de pessoas – principalmente mulheres – no quesito amor-próprio. Nas suas redes sociais, a artista compartilha textos e imagens sobre o processo de aceitação e entendimento do seu corpo.

Mas, vira e mexe, alguém aparece para disseminar ódio contra a cantora. Na última semana, a situação ficou ainda mais séria: Aila, mais uma vez, foi vítima de cyberbullying, a violência virtual. Uma internauta a agrediu com palavrões gratuitos e ainda a ameaçou. “Ela me agrediu gratuitamente e começou a disseminar ódio. Me xingou, disse que entreava meu perfil para dar risada e muito mais. Depois, ainda criou um perfil fake e comecou a me caluniar. Ou seja, além do preconceito, da gordofobia, ela falou um monte de mentiras sobre mim”, contou a cantora. Ela disse ainda que vai tomar medidas legais sobre o caso.

Continue lendo “Aila Menezes sofre novo ataque gordofóbico: ‘olho para dar risada’”

Vítima de bullying, atriz de Malhação Guilhermina Libanio vira referência e pede mais gordas na TV

A atriz Guilhermina Libanio, 20 anos, é a única gorda de sua geração em uma novela da TV Globo. Assim, em pouco tempo, a jovem virou referência para jovens que buscam identificação e representatividade na televisão. Protagonista desta quinzena de Malhação – Vidas Brasileiras, ela usou experiências pessoais para compor o papel de uma vítima de bullying. Em entrevista ao site Notícias da TV, do UOL, Guilhermina destaca que ainda falta muita representatividade gorda nas novelas.

“Principalmente de gordas como protagonistas. Sinto falta de mulheres fazendo papéis em que ser gorda não é uma questão, entende? Eu espero que daqui pra frente possamos ver mulheres gordas, sensuais e bem-sucedidas, gordas fazendo a mocinha, a vilã. Vamos sair do estereótipo de gorda engraçada”, clama.

Continue lendo “Vítima de bullying, atriz de Malhação Guilhermina Libanio vira referência e pede mais gordas na TV”