Renata Trindade e Sheila Araújo vencem etapa regional do concurso ‘A Mais Bela Gordinha do Brasil’

Por Verena Paranhos, do Jornal Correio*

A etapa baiana do concurso que vai eleger a Mais Bela Gordinha do Brasil foi realizada neste domingo (19), em um cerimonial na Ribeira. 12 participantes pra lá de animadas, torcidas organizadas, faixa, desfile de traje de banho e de vestido fizeram o clima do evento. Renata Trindade e Sheila Araújo saíram vencedoras, respectivamente nas categorias tradicional (18 a 35 anos) e sênior (36 a 55 anos), e vão disputar a grande final nacional, dia 19 de maio, no Rio de Janeiro. Lorena Verbeno e Daiana Taila Dias ficaram na segunda e na terceira posição da categoria tradicional, enquanto Paula Adriana levou o segundo lugar da sênior.

 

RTEmagicC_19032017_Concurso_a_mais_bela_gordinha.jpg
12 candidatas disputaram as duas categorias (Foto: Betto Jr/CORREIO)

“Hoje consigo vestir biquíni sem me importar com gorduras e celulite. Muitas meninas me procuram dizendo que sou referência e inspiração. Isso me faz muito feliz”, contou Renata. Aos 22 anos, a gerente de departamento pessoal levou para casa seu terceiro título de concurso de beleza. A primeira vez que ela subiu numa passarela foi no Afro Fashion Day, evento realizado pelo CORREIO para celebrar o dia da Consciência Negra, em novembro. “Foi muito importante para mim participar de um evento grande. Modelos experientes me ajudaram muito com a questão do nervosismo”.

RTEmagicC_19032017_vencedoras_Concurso_a_mais_bela_gordinha.jpg
Lorena, Renata e Daiana: segundo, primeiro e terceiro lugar na categoria tradicional (Foto: Andrey Oliveira/Divulgação)

Trabalhando com o segmento plus size desde 2012, Cláudia Ferreira, organizadora e idealizadora do concurso, percebe uma diferença na vida das mulheres que participam desses eventos. “Elas passam a ter outra visão em relação a elas próprias, se aceitam, veem que elas representam a mudança da sociedade”.

A estilista Najara Black, uma das juradas da noite, destacou a importância do concurso para que as mulheres possam descobrir e assumir seus corpos e formas. “Espaços como esses ajudam aquelas que ainda estão dormindo a acordar. O mercado está começando a perceber que o público plus size consome. Eu só comecei a fabricar por causa da demanda”, revelou a responsável pela marca baiana N Black.

Sheila Araújo e Paula Adriana ficaram, respectivamente, com o primeiro e o segundo lugar na categoria sênior (Foto: Andrey Oliveira/Divulgação)
Sheila Araújo e Paula Adriana ficaram, respectivamente, com o primeiro e o segundo lugar na categoria sênior (Foto: Andrey Oliveira/Divulgação)

A passarela da Mais Bela Gordinha do Brasil foi a estreia da operadora de caixa Larissa Marinho, de 27 anos. “Quero mostrar para a sociedade que mulheres gordas são lindas. A gente vai ganhar o mundo. Mulheres gordas no poder”, disse a moradora de Tancredo Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *