Animação infantil questiona padrões de masculinidade; assista

“Menino não chora”. “Seja homem”. Muitos garotos escutam essas frases na infância. Elas ilustram bem o processo no qual eles são ensinados a serem mais fortes e não mostrarem fraquezas. Pensando em discutir e questionar esses padrões e estereótipos de gênero da sociedade, o estudante de Produção em Comunicação e Cultura Ian Thommas, de 25 anos, criou a animação infantil Chora, garoto!, que está disponível na página do Facebook www.facebook.com/choragaroto.

O primeiro episódio da animação conta a história de um garoto de 11 anos chamado Valentino Valente. “Valentino representa os meninos dentro do modelo de masculinidade culturalmente construído. A ideia é que o público se identifique e se sensibilize no momento em que o personagem começa a se desconstruir”, explica Thommas, que vai defender o trabalho amanhã (21), sexta, na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom/Ufba), em Salvador.

“O projeto busca contar histórias nas quais o personagem enfrenta problemas que no final estejam ligados ao fato de ser homem. Essas questões da formação da masculinidade acabam gerando reflexões que encaminham para uma desconstrução e uma quebra de estereótipos”, afirma o baiano. Os vídeos do projeto também estão disponíveis em um canal no YouTube. “Todos nós somos o Valentino. Todos somos socialmente construídos e estamos nesse processo de desconstrução. Mesmo que alguns já estejam alguns passos na frente, todos nós ainda temos muito o que aprender”, completa.

Assista o primeiro episódio da série:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *