Precisamos falar sobre o privilégio magro

Essa semana a Ellen (@atleta_de_peso) fez uma publicação sobre o quão privilegiadas são as pessoas magras. Um perfil republicou a frase e nos comentários choveram relatos de mulheres dentro do padrão falando que não concordavam com o texto e dizendo o quanto sofreram por conta da pressão estética. Sim, o sofrimento e raiva são totalmente legítimos!

Mas vocês precisam abrir mão do privilégio e entender que as coisas complicam ainda mais quando o seu corpo não está no padrão! Não, não é uma ‘disputa’ por quem sofre mais. Cada um sabe de suas dores. Mas vocês precisam reconhecer de uma vez por todas que pessoas gordas, além dos direitos e oportunidades negadas diariamente, sofrem por conta do preconceito velado. A negação de direitos e a repulsa pelo corpo gordo é chamada de gordofobia.

Continue lendo “Precisamos falar sobre o privilégio magro”

Personalidades LGBTQIA+ de Salvador irão ocupar as redes sociais do Salvador Bahia Airport

Cinco personalidades LGBTQIA+ de Salvador irão ocupar as redes sociais do Salvador Bahia Airport entre os dias 26 e 30 de junho.  A cada dia, a imagem de uma delas substituirá o avatar da página do Aeroporto no Instagram e terão um vídeo nos stories em que revelam porque sentem orgulho de ser quem são.Intitulada “Diversidade no perfil”, a ação faz parte das comemorações do 28 de junho, data em que é comemorado o Dia do Orgulho LGBTQIA+.

Continue lendo “Personalidades LGBTQIA+ de Salvador irão ocupar as redes sociais do Salvador Bahia Airport”

Plataforma de seguros convida influenciadores LGBTQIA+ para ocupar suas redes sociais

A plataforma de venda de seguros on-line da Caixa Seguradora, Youse Brasil, convidou cinco influenciadores e uma colaboradora LGBTQIA+ para ocuparem o Instagram da marca durante a semana do orgulho.

O objetivo é dar espaço para que compartilhem suas visões, experiências e conhecimento, e utilizem a plataforma para amplificar mensagens sobre a importância da causa.

Continue lendo “Plataforma de seguros convida influenciadores LGBTQIA+ para ocupar suas redes sociais”

Tesão acumulado: Impulsionadas por mulheres, vendas de vibradores sobem 475% na quarentena

Há mais de 80 dias sem pisar fora de casa, a advogada Luciana*, 25 anos, recebeu uma encomenda que chegou em boa hora: dentro de uma embalagem discreta enviada por uma loja estava seu segundo brinquedo sexual desde o início da quarentena: um vibrador ‘completão’, com dez velocidades, que custa em torno de R$ 120 e promove estimulação simultânea do clitóris e da vagina.

Continue lendo “Tesão acumulado: Impulsionadas por mulheres, vendas de vibradores sobem 475% na quarentena”

Sim, Adele está mais magra. E daí?

Por Naiana Ribeiro

Cinco meses depois de um hiato no Instagram, a cantora britânica Adele publicou nesta quarta-feira (06/05/2020) uma foto de corpo inteiro, celebrando seu aniversário.

Mais do que muitas felicitações pelos seus 32 anos, a publicação da artista teve quase 10 milhões de curtidas e mais de 207 mil comentários que se dividiram entre elogios e críticas ao corpo da cantora. Teve muita gente comentando “como ela está bonita que está mais magra”.

Continue lendo “Sim, Adele está mais magra. E daí?”

Gordas, sim! Mulheres empoderadas usam corpos como forma de expressão

*Matéria por Paula Magalhães e Leo Amaral, do Jornal Correio*

Elas se assumem gordas e não têm problema com isso. O lema é liberdade total para os corpos, e a moda – que sempre teve um caráter opressor, com seus padrões de certo e errado – finalmente percebe a necessidade de rever esses velhos conceitos. E essa revisão nasce graças a um movimento de consumidoras que querem se  sentir representadas.

Por isso, convidamos três mulheres empoderadas, que refletem bem essa onda do #FatPower e #CorpoLivre, para estrelar esse editorial. Kelly Aleluia (@kellyaleluia), 20 anos, Luanna Sampaio (@luannaosampaio), 29, e Naiana Ribeiro (@itsnaiana), 25, e entram no clima fun e festejam a liberdade de serem quem são.

Continue lendo “Gordas, sim! Mulheres empoderadas usam corpos como forma de expressão”